Poesia Inédita: “Deixe-me”. Autora Aline R. Fagundes

Deixe-me distinguir a pureza brilhando nas andantes veias do seu coração faminto.   Não açoitemos as virgens intenções, colorindo a boca com canções cuja letra instaura medo.   Atente a voz dos meus olhos que riem acima dos lábios, ouça o seu grito insonoro   Talvez os meus desejos mais íntimos sejam os seus, em um marco … Sigue leyendo Poesia Inédita: “Deixe-me”. Autora Aline R. Fagundes